sábado, 22 de outubro de 2016

Como no Brasil, crise terminal do capitalismo faz Estados Unidos fraudar as eleições presidenciais rumo à III Guerra Mundial

No último debate das eleições presidenciais norte-americana, o candidato pelo Partido Republicano, Donald Trump, denunciou a fraude em andamento nas eleições promovidas tanto pelo Partido Democrata, de Hillary Clinton, a Senhora da Guerra, ligada ao “Complexo industrial-militar” dos Estados Unidos, e pelo próprio partido do candidato bilionário, por incrível que possa parecer, porque sua candidatura fugiu ao controle da burocracia republicana guerreirista dos falcões imperialistas norte-americanos.

Da mesma forma que as eleições municipais foram promovidas de foram antidemocráticas, fraudulentas e sangrentas no Brasil, com 45 atentados e 28 assassinatos, nos Estados Unidos o Partido Democrata e o Partido Republicano estão unidos em torno do nome de Hillary Clinton, e estão fraudando desde já as eleições, começando, é lógico, pelas pesquisas de intenção de voto, tanto que, no debate, foi perguntado pelo mediador a Trump se ele reconheceria os resultados das eleições.

As fraudes nas eleições presidenciais dos Estados Unidos demonstram a crise terminal do capitalismo, da era imperialista, dos monopólios, da fusão do capital bancário com o capital industrial, transformando-se em capital financeiro, o que faz com que nem nas metrópoles imperialistas seja possível a manutenção da democracia formal burguesa, que não passa da ditadura do capital, da burguesia e do imperialismo.

Assim, apenas para exemplificar, do mesmo jeito que a França não consegue mais ter nem aparência de democracia burguesa, vivendo em Estado de Exceção, apelidado de Estado de Emergência, os Estados Unidos também não consegue manter as aparências e parte para fraudar eleições. 

Por isso, também, que no Brasil, a burguesia entreguista e o imperialismo norte-americano impulsionaram o golpe de estado e estão implantando uma Ditadura do judiciário e um Estado policial.

Essa conjuntura está levando o imperialismo norte-americano, apoiado no imperialismo europeu, a provocar a III Guerra Mundial contra os imperialismos emergentes da China e Rússia, o que levará a humanidade mais uma vez à barbárie, com a perda de milhões de vidas. 

Lênin, há 100 anos, em sua obra “Imperialismo, fase superior do capitalismo”, afirmava que era a época de guerras, revoluções e reação em toda linha.

Isso tudo demonstra o grau de deterioração do capitalismo, o qual está se estribuchando, precisando apenas que a classe operária, se apodere dos meios de produção, derrubando a burguesia e o imperialismo, bem como utilize toda a tecnologia existente para a emancipação da classe trabalhadora, por meio de uma Internacional Operária e Revolucionária, através da Revolução Proletária Internacional, rumo ao Socialismo!

Tendência Marxista-Leninista, por um partido operário marxista revolucionário

Nenhum comentário:

Postar um comentário