sábado, 5 de março de 2016

Vitória: Lula foi libertado após sequestro made in USA

ganhamos uma importante batalha, mas precisamos ganhar a guerra de classes contra a burguesia nacional  e o imperialismo norte-americano

Lula foi sequestrado pela Polícia Federal, ontem, sexta-feira, pela manhã, às 6 horas, em seu apartamento, em São  Bernardo do Campo, na Grande São Paulo, numa operação ao estilo da ditadura militar e ao estilo “Rambo” yankee dos falcões da Casa Branca, do FBI e da CIA.

Os golpistas sequestraram Lula para o Aeroporto de Congonhas, o mais próximo de São Bernardo, visando levá-lo imediatamente para Curitiba, na capital do Paraná, onde fica a sede da nazi-fascista Justiça Federal, que impulsiona a “Operação Lava Jato”, com as “confissões” e “delações premiadas”, forçadas com “prisões cautelares” (“temporárias” e “preventivas”) pela Polícia Federal, herdeira do Doi-Codi da época da ditadura militar.

O jornalista Hélio Schawartsman, na Folha de S. Paulo de hoje, dia 5 de março, foi bastante esclarecedor:

“De todo modo, ao projetar para Operação Aletheia a noção de “busca”, a PF se torna perigosamente heideggeriana. Não faço aqui referência às simpatias nazista do filósofo. A PF, como todo polícia, é truculenta e, muitas vezes, comete arbitrariedades, mas seria despropositado compará-la à Gestapo.”  Será, Hélio?, perguntamos nós. No final, conclui: “A atividade policial, como a filosófica, deveria, a meu ver, ser tão desapaixonada quanto possível.”

O PT não votou a Constituição da República de 1998 porque o aparato repressivo da ditadura militar foi mantido intacto. Não houve a dissolução da polícia militar. Pelo contrário, o aparato repressivo só tem aumentado com a política neo-liberal. Foram criadas as guardas civis e metropolitanas, a Força Nacional, e proliferaram as “empresas de segurança”. Os Estados, mesmo os grandes, como São Paulo, basicamente ficaram restritos ao Palácio do Governo, o Quartel da Rota e os presídios. E as escolas e os hospitais estão sendo fechados. É o Estado mínimo, band-aid. Sacaram o trocadilho, não?

Nesse quadro, o que assistimos hoje: o genocídio da população pobre e negra nas periferias das grandes cidades, ocultado com a manipulação dos dados, e agora com a invenção do PSDB tucano do sigilo decretado pelo governador, como vem ocorrendo no Estado de São Paulo.  

Bem, voltando aos fatos do sequestro de Lula. Os golpistas foram surpreendidos no Aeroporto de Congonhas pela mobilização espontânea da população, que cercou o aeroporto. Em razão disso, os golpistas cercados, pensaram duas vezes, e recuaram, com certeza após contatos e avaliações com a CIA e FBI, em Washington, nos Estados Unidos, e com  Curitiba. Entenderam que se o avião voasse para Curitiba, o Aeroporto de Congonhas também voaria do mapa! E pior, poderia haver o início de uma insurreição na capital paulista! Pois o povo, como dissemos, espontaneamente se mobilizou! Enfim, os golpistas ficaram assustados e recuaram!

Depois, se desculparam dizendo que não queriam prender Lula; que era condução coercitiva; que não dava para ouvir Lula na sede da Polícia Federal, no bairro da Lapa por causa do trânsito; e que queriam evitar tumulto, confronto com apoiadores e contrários a Lula.

Por coincidência, o Ministro Marco Aurélio do Supremo Tribunal Federal, havia chegado no Aeroporto de Congonhas (veio dar uma palestra em São Paulo), durante o circo armado pela Polícia Federal, e, ao vivo, pela Rádio Bandeirantes  para surpresa da reportagem, condenou a evidente arbitrariedade e truculência, como fizeram os verdadeiros juristas, como o Professor Celso Bandeira de Mello e outros.  As exceções são as de sempre, como do “jurista” Miguel Reale Júnior, filho do falecido jurista integralista (nazi-fascismo tupiniquim). Filho de peixe, peixinho é! 

Aqui cabe uma observação: a sincronia do cartel da mídia golpista com o poder judiciário, o ministério público e a polícia federal parece relógio suiço, funciona que é uma beleza! Inclusive, ontem à tarde, vimos na TV, na Globo News, uma diligência ao apartamento que eles estão dando para o Lula, que provavelmente um policial federal filmou imagens com seu celular para a Globo! É bico? Será que ganhou cachê? Mais para frente, um tribunal popular poderá fazer tal investigação!

Logicamente, as associações corporativas da magistratura, do ministério público e da polícia saíram em defesa desses agentes, que não se submetem ao sufrágio universal, ou seja, ao voto, ao controle do povo, porque a nossa Constituição estabelece que todo poder emana do povo, como eles não são eleitos podem ser considerados verdadeiros usurpadores, tendo em vista a filosofia democrático-burguesa norte-americana de Thomas Paine, de Montesquieu e Rousseau, na França, de John Locke e Thomas Hobbes, na Inglaterra, ou mesmo a marxista-revolucionária de Karl Marx, na Alemanha, e Vladimir Lênin, na Rússia. Inclusive, os magistrados norte-americanos são eleitos pela população, como no Estado da Geórgia.

Como nos ensinou o grande baiano, Ruy Barbosa: "A pior ditadura é a ditadura do Poder Judiciário. Contra ela não há a quem recorrer." Todavia, para nossa sorte,  essa verdade é apenas parcial. Há sim: podemos recorrer ao povo!

O povo mobilizou-se durante todo o dia, fazendo grandes atos públicos nas capitais e nas grandes cidades do país, como o que ocorreu em São Paulo, às 18 horas na Quadra dos Bancários, com a participação de uma verdadeira multidão.

Além disso, o povo radicalizou partindo para a agressão aos golpistas e seus apoiadores, que apanharam e tiveram que correr.

Ganhamos uma importante batalha, com o método da ação direta, retomado pela população espontaneamente, mas não ganhamos a guerra de classes contra a  burguesia nacional e o imperialismo norte-americano.  Tanto que eles, após esse revés, já anunciaram que na segunda-feira, dia 7, estarão pressionando o Supremo Tribunal Federal para publicar o acórdão, a decisão do tribunal, para poderem acelerar o processo do “impeachment”, eufemismo para o golpe, como  estão fazendo com o processo contra a eleição de Dilma Rousseff no Tribunal Superior Eleitoral, presidido pelo ministro Gilmar Mendes, aquele que outro ministro do Supremo, Joaquim Barbosa, hoje aposentado, disse que possuía jagunços no Estado do Mato Grosso. Resumindo, os golpistas estão atirando para todo lado, sendo que marcaram um ato para o dia 13 de março, só que agora a população está indignada e radicalizada, ameaçando partir para o confronto, o enfrentamento com os golpistas no próprio dia 13 de março.

Moral da história: o pau, ao que parece, vai comer solto daqui prá frente!

Antes de terminar, cumpre reproduzir trechos da entrevista, por telefone, do embaixador brasileiro Samuel Pinheiro Guimarães Neto à Deputada Federal Jandira Feghali, do PCdoB, para o Portal Vermelho:

“O embaixador Samuel Pinheiro Guimarães falou por telefone aos Jornalistas Livres sobre o circo armado pela Polícia Federal para levar o ex-presidente Lula, em “condução coercitiva”. “É um golpe de Estado em andamento”, assegurou. “É uma operação nacional e internacional para destruir o PT e para implantar no país um modelo de economia semelhante ao que está ocorrendo na Argentina.” “É operação arbitrária.” “É indispensável que os militantes tomem as ruas.” 

Guimarães cobra um posicionamento da presidenta Dilma a respeito do caso: “Já demora. Não pense a presidenta Dilma que através de concessões à direita ela acabará ilesa deste processo antidemocrático, ditatorial, fascista que está em curso”.

A polarização está estabelecida, o golpe está em marcha, a população, a classe operária, a massa trabalhadora, os camponeses, a juventude e os estudantes têm de derrotar o golpe nas ruas!

Ignácio Reis

Nenhum comentário:

Postar um comentário