quinta-feira, 10 de março de 2016

Ministério Público tucano de Alckmin pede prisão de Lula

Enfrentar e derrotar os golpistas nas ruas, no domingo, dia 13/3

O Ministério Público do Estado de São Paulo, um órgão independente formalmente, mas concreta e objetivamente submisso aos interesses do governador Geraldo Alckmin e à Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (FIESP), da embaixadora norte-americana Liliana Ayalde, do FBI e da CIA, requereu (pediu) à Justiça a prisão de Lula.

Como bem denunciou a Frente Comunista dos Trabalhadores, em um artigo sobre “O GOLPE E A GUERRA FRIA”, em seu jornal “Folha do Trabalhador”, n. 25, de novembro/2015:

“Quem manipula os peões da frente golpista a partir de cima pelo imperialismo é a Embaixadora dos EUA no Brasil, Liliana Ayalde, quem orquestrou o Golpe de Estado que derrubou Lugo no Paraguai, em 2011, foi expulsa da Bolívia em 2008 acusada de tentar realizar um golpe para derrubar Evo Morales. Liliana coordena a frente golpista composta pelo burguês mais rico do Brasil, um dos donos da AB InBev, a maior cervejaria do mundo, Jorge Paulo Lemann; pela imprensa golpista (Veja, Globo, ...); algumas igrejas fundamentalistas evangélicas, a maçonaria; PSDB; DEM,...”

Os golpistas seguem a verdadeira caçada contra ao Partido dos Trabalhadores e a Lula, visando derrubar a presidenta Dilma Rousseff.

Os fascistas estão atirando para todo lado, usando as instituições como o Ministério Público, a Justiça, com ações no Tribunal Superior Eleitoral, nos órgãos de contas, como o Tribunal de Contas da União, subordinado ao poder legislativo.

O Supremo Tribunal Federal autoriza ação, entenda-se perseguição ao governador do PT de Minas Gerais, Fernando Pimentel.

A orquestração golpista é ampla e escancarada hoje. Só não vê que não quer. E como diz o ditado popular, "o pior cego é aquele que não quer vê".

A mídia golpista, dominada por um cartel (monopólio) no Brasil de apenas 6 famílias, detém todas as concessões desse serviço público,  atuando diariamente, vinte e quatro horas, propagandeando e fomentando o golpe. “Nunca desliga”, como dia o bordão da Globo News. Além da Globo, estão engajados todos os demais emissoras de rádio, televisão, jornais, como Bandeirantes, O Estado de S. Paulo, Folha de S. Paulo, Correio Brasiliense, O Globo, etc. 

Os nazistas transformaram a bela capital paranaense, Curitiba, na Nova Guantánamo, com processos medievais, inspirados na “Santa Inquisição” e na Alemanha Nazista, onde as pessoas são torturadas, a pretexto de “prisão cautelar” (“prisão temporária” e “prisão preventiva”, sendo forçadas a fazerem “confissões” e “delação premiada”, como na Alemanha nazista de Hitler, onde os filhos foram obrigados a entregarem os pais.

Os operários, a massa de trabalhadores, os camponeses, os jovens e os estudantes não podem ter ilusões legalistas e constitucionais, pois o próprio Supremo Tribunal Federal rasgou a Constituição Federal acabando com a presunção de inocência.

Para os fascistas não há lei, não há constituição. Os nazistas fazem como Pinochet fez no Chile em 1973.  

Não há como conciliar com fascista. 

Reproduzimos aqui, mais uma vez, a posicionamento de uma pessoa bastante ponderada, o embaixador Samuel Pinheiro Guimarães Neto à Deputada Federal Jandira Feghali, do PCdoB, para o Portal Vermelho, o qual chegou às mesmas conclusões nossas:

“O embaixador Samuel Pinheiro Guimarães falou por telefone aos Jornalistas Livres sobre o circo armado pela Polícia Federal para levar o ex-presidente Lula, em “condução coercitiva”. “É um golpe de Estado em andamento”, assegurou. “É uma operação nacional e internacional para destruir o PT e para implantar no país um modelo de economia semelhante ao que está ocorrendo na Argentina.” “É operação arbitrária.” “É indispensável que os militantes tomem as ruas.” 

Guimarães cobra um posicionamento da presidenta Dilma a respeito do caso: “Já demora. Não pense a presidenta Dilma que através de concessões à direita ela acabará ilesa deste processo antidemocrático, ditatorial, fascista que está em curso”.

Ao que tudo indica, esse movimento espontâneo é imparável.

O movimento espontâneo iniciou-se na sexta-feira, dia 4, contra o sequestro de Lula, em São Bernardo e em São Paulo, espalhando pelo Brasil com manifestações nas capitais e nas principais cidades do país. No dia seguinte seguiu com a manifestação em São Bernardo e contra a Rede Globo no Rio. Hoje, dia 8 de março, foi a vez da manifestação das mulheres na Avenida Paulista. É a luta contra o golpe em marcha. 

Os operários, a massa trabalhadora, os camponeses, os jovens e os estudantes tomarão as ruas espontaneamente no dia 13 de março contra os golpistas, impulsionados pela burguesia nacional e o imperialismo norte-americano.

O Movimento pró-formação da Tendência Marxista no PT defende que os militantes devem sair às ruas do país, no domingo, dia 13 de março, para derrotar o golpe, a exemplo do que deliberaram os companheiros de Brasília e do Rio Grande do Sul.

Conclamamos que aos companheiros do PT, do PCdoB, do MST, MTST, CUT, CTB, UNE e UBES, deliberarem a saída às ruas no dia 13 de março próximo, sendo certo que, independentemente do posicionamento dos companheiros, a TML estará junto como o movimento de massas nas ruas contra o golpistas.

O golpe está em marcha, a população, a classe operária, massa trabalhadora, os camponeses, a juventude e os estudantes têm de derrotar o golpe nas ruas, começando pelo enfrentamento com os golpistas fascistas no dia 13, na Avenida Paulista!

Ignácio Reis

Nenhum comentário:

Postar um comentário