quarta-feira, 16 de março de 2016

EUA quer transformar o Brasil numa Nova Guantánamo

As instituições golpistas no Brasil estão usando o modus operandi da CIA e do FBI para derrubar o governo Dilma Rousseff do Partido dos Trabalhadores.

Como bem denunciou a Frente Comunista dos Trabalhadores, em um artigo sobre “O GOLPE E A GUERRA FRIA”, em seu jornal “Folha do Trabalhador”, n. 25, de novembro/2015:

“Quem manipula os peões da frente golpista a partir de cima pelo imperialismo é a Embaixadora dos EUA no Brasil, Liliana Ayalde, quem orquestrou o Golpe de Estado que derrubou Lugo no Paraguai, em 2011, foi expulsa da Bolívia em 2008 acusada de tentar realizar um golpe para derrubar Evo Morales. Liliana coordena a frente golpista composta pelo burguês mais rico do Brasil, um dos donos da AB InBev, a maior cervejaria do mundo, Jorge Paulo Lemann; pela imprensa golpista (Veja, Globo, ...); algumas igrejas fundamentalistas evangélicas, a maçonaria; PSDB; DEM,...”

Os golpistas seguem a verdadeira caçada contra ao Partido dos Trabalhadores e a Lula, visando derrubar a presidenta Dilma Rousseff.

A mídia golpista, dominada por um cartel (monopólio) no Brasil de apenas 6 famílias, detém todas as concessões desse serviço público, por seu lado, dá total apoio,  atuando diariamente, vinte e quatro horas, propagandeando e fomentando o golpe. “Nunca desliga”, como dia o bordão da Globo News. Além da Globo, estão engajados todos os demais emissoras de rádio, televisão, jornais, como Bandeirantes, O Estado de S. Paulo, Folha de S. Paulo, Correio Brasiliense, O Globo, etc. 

Os nazistas transformaram a bela capital paranaense, Curitiba, na Nova Guantánamo, com processos medievais, inspirados na “Santa Inquisição” e na Alemanha Nazista, onde as pessoas são torturadas, a pretexto de “prisão cautelar” (“prisão temporária” e “prisão preventiva”), escutas telefônicas etc., sendo forçadas a fazerem “confissões” e “delações premiadas”, como na Alemanha nazista de Hitler, onde os filhos foram obrigados a entregarem os pais.

A República de Curitiba quer tomar o poder no Brasil inteiro, visando transformar o país numa Nova Guantánamo, para escravizar o nosso povo, com terceirização/precarização das condições de trabalho e o aumento do genocídio da população jovem pobre e negra das periferias das cidades.

Os operários, a massa de trabalhadores, os camponeses, os jovens e os estudantes não podem ter ilusões parlamentaristas, legalistas constitucionais, pois o próprio Supremo Tribunal Federal rasgou a Constituição Federal acabando com a presunção de inocência.

Para os fascistas não há lei, não há constituição. Os nazistas fazem como Pinochet fez no Chile em 1973.  

Não há como conciliar com fascista. 

Conclamamos aos companheiros da Frente  Brasil Popular, do PT, PCdoB, PCO, MST, MTST, CUT, CTB, UNE e UBES, deliberarem a saída imediata às ruas para derrotarmos  os golpistas nazi-fascistas.

- Todos às ruas!

- Derrotar o golpe!

Nenhum comentário:

Postar um comentário